AUTOR

Meu nome é Diogo Frank, tenho dezoito anos e já me formei no ensino médio. Sou aquariano, nasci em fevereiro.

Sempre me senti muito atraído pela literatura e iniciei meu contato com a internet em 2011, quando criei um tumblr e me senti livre pra dizer pro mundo tudo aquilo que uma criança pensava. Depois que esta rede faliu, criei uma página de textos no facebook que tinha o meu nome (bem narcisista mesmo) e foi aí o meu maior prestígio como aspirante à escritor. [só pra constar, ainda não me considero um. Continuo sendo um aspirante, mas desta vez, um pouco mais velho]. Acreditem, esta página do facebook também flopou depois de um tempo.

Entre as idas e vindas da vida, representei minha cidade em um concurso de língua portuguesa, em 2014 [tenho saudades]. Não consegui me classificar para a próxima etapa, mas fiquei satisfeito em escrever uma crônica sobre a história de minha mãe que trouxe-me muitos elogios. Foi uma das maiores alegrias da minha vida.

Nos anos de 2015, 2016 e 2017 me dediquei à botânica e arte num programa de iniciação científica no Instituto Inhotim, desenvolvendo investigações formais a partir de minhas inquietações pessoais. Descobri que sou artista também. E todos nós somos.

Visitei a Cidade do México em 2016 (me orgulho bastante disso) e participei de um projeto de dança contemporânea, outra paixão descoberta ao longo do tempo. Ainda quero dançar mais um pouco, essa experiência me conquistou bastante.

Atualmente trabalho (e mais aprendo) numa Agência de Publicidade, arrisco no inglês e espanhol e estou sempre disposto a participar de coisas novas (aliás, se tiver algo de legal por aí, me chama!)

E depois de diversas tentativas fracassadas de ser alguém na web, decidi criar o Entre Termos, um espaço de entretenimento gratuito, uma reunião de tudo que eu considero importante pro mundo. Sei lá, isso aqui pode ser chamado de taaanta coisa. Eu o considero bagunçado como meu armário e espero que um dia nós façamos diferença.

Hoje o blog - como a minha vida - é ocupado por filmes, séries e tudo que der na telha, seja de entretenimento ou de o que eu vejo nas mais simples cenas da vida.

Vamos descobrir o mundo juntos?