30 de abril de 2018

3% deu sua ordem e quer saber: de que lado você está?

A espera acabou: já é possível conhecer o Maralto nas telas da Netflix. O serviço de streaming disponibilizou a segunda temporada de 3% na sexta (27) superando as expectativas e trazendo muito mais do que todos esperávamos ver.

A primeira temporada da obra é totalmente ambientada e vivida ainda no processo 104, que objetiva levar 3% dos participantes a uma vida sem dor e sem miséria, mas nesta já temos algumas diferenças: finalmente conhecemos o "lado de lá" - marcado pelo sucesso de quem superou o processo - e o Continente, daqueles que fracassaram e que perambulam em busca de uma vida digna ou filiar-se à causa e detonar o esperado processo 105, o mais importante da história.

Jardins lindíssimos e cenas de litoral compõem o Maralto naquela atmosfera já criada na primeira temporada, com tecnologia de ponta e fartura, enquanto o continente rebate sem surpreender e se mantém num ambiente caracterizado pela miséria e pelo fracasso de quem ficou pra trás. Em alguns momentos a série provoca confusão, porque o prédio do processo e o Maralto acabam se parecendo muito (internamente), o que faz o espectador se questionar como esse personagem foi parar ali? Mas nada que comprometa num aspecto geral.

Os personagens estão mais bem construídos e cada vez mais intensos, apesar de nunca deixarem tão claro sobre aquilo que acreditam e defendem, gerando muita expectativa sobre o futuro e o resultado do processo que vem em breve. Eles vão surpreender bastante e causar diversas reviravoltas decisivas ao longo da temporada. Esse é o momento que o espectador vai eleger seu personagem favorito, seja pelo que ele é ou por aquilo que acredita (ou pelos dois!)

Flashback's ganham força resgatando muitos detalhes dos processos anteriores. Novos personagens entram em cena, mas o protagonismo praticamente se mantém com Joana (Vaneza Oliveira), Rafael (Rodolfo Valente), Michele (Bianca Comparato) e Fernando (Michel Gomes). Destaque para a Vaneza que atua incrivelmente na série e mostra o tipo de personagem que a gente quer ver: que luta intensamente pelo que acredita.

Talvez os dez capítulos não sejam tão bem recebidos até mesmo para os fãs da distopia. A história parece não caminhar, visto que a temporada começa cinco dias ante ao processo 105 e ainda assim não satisfaz a curiosidade sobre ele, que é o mais importante da história (como já dito por Ezequiel no trailer oficial).

As cenas do Maralto foram gravadas no Instituto Inhotim, o maior museu à céu aberto do mundo, então, antes mesmo de assistir a obra, é possível se deliciar com as paisagens do parque. O lugar é igualmente mágico, pessoalmente e nas telas. Esse é um dos pontos mais importantes da segunda temporada: a fotografia melhorou 100% e as locações também.

Processo ou Causa, Maralto ou Continente: de que lado você está?

2 comentários:

  1. Diogo, estou amando muito 3%.
    Estou no terceiro episódio, no momento estou do lado da causa! Mas não sei o que pode rolar ainda né... CHOCADO COM JOANA! QUE PERSONAGEM!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana é a melhor personagem EVERRRR!
      Depois que terminar vem cá contar o que achou e de que lado você se manteve. :)

      Excluir