2 de março de 2018

Folia ferida

Nossa vida
é nossa ferida
que agoniza
no meio dos confetes
do carnaval
e da purpurina
que resta
aos corpos

aos amontoados de
lembranças
n'avenida

Nossa vida
é bebida amarga
e gelada
que
mexe com a mente

Nossa vida
não cicatriza
em
quatro dias
de folia

Nossa vida
dói,
ainda
lateja
a espera
da
próxima
azia

Sentimento fraco
que destila

2 comentários: