26 de maio de 2015

[TEXTO]: Ana e o amor.

Olá leitores!
Hoje o post é mais um texto! Dessa vez, um pequenino diálogo de Ana, minha ilustre personagem, com eu mesmo, ou alguém que se identifique. Leia!

Você me ama? Ela balançava a cabeça, enquanto dizia um sim. Era sempre dessa forma. Demonstrações sempre surgiam. Eu ainda tinha dúvida, - em segredo -, e queria saber o porquê de ser tão improvável e também o que fazia ser tão intenso. Ela me deu as respostas. Ana levantou da cadeira repentinamente, quando eu ainda permanecia refletindo aquele interesse. E começou a citar alguns motivos para justificar sua presença. Começando pelo que sentia. Era mais puro e verdadeiro. Uma pena era Ana não saber das minhas inseguranças. Ana achava apenas que o mundo era um mar de rosas. Quem dera eu, sentir apenas am O mundo pode ser, também, dor.

(Diogo Frank)


O post de hoje foi rápido!
Pois estou ocupado preparando muitas novidades!
E uma delas é o novo layout que está por vir.
Um grande abraço!



11 comentários:

  1. Bem bonito seu texto, adorei. A Ana parece ser uma ótima personagem, me deu vontade de ler mais textos com ela :)

    http://www.thaisnacidade.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaís!
      Que bom que gostou, posso até fazer mais alguns textos da Ana! :)

      Beijos e volte sempre!

      Excluir
  2. Gostei do texto, bem intenso.
    Parabéns, você escreve super bem.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir